RÚSSIA: Moscou nega intervenção no caso de Elon Musk investir na Rússia

O empresário norte-americano Elon Musk, atualmente o segundo homem mais rico do mundo, disse recentemente que pretende investir na Rússia. E, ao menos oficialmente, Moscou afirma que as portas estão abertas para ele, segundo a agência russa Tass publicou nesta quarta (2). 

Questionado se o governo de Vladimir Putin atuaria para impedir a entrada de capital proveniente dos Estados Unidos, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, foi direto: “Claro que não”. 

Governadores de algumas regiões russas manifestaram interesse em receber a eventual fábrica da Tesla, e Peskov disse aprovar a iniciativa. “A missão dos governadores é aumentar os investimentos na região”, declarou. “De fato, algumas regiões têm feito isso muitos bem. Mas outras estão ficando para trás”.

Expansão mundial 

Musk, cujo patrimônio atualmente é calculado em US$ 194 bilhões (R$ 992 bilhões), manifestou sua intenção de abrir na Rússia uma fábrica da Tesla, empresa que fabrica automóveis elétricos e atua no setor de energia limpa.  

A revelação foi feita durante um encontro virtual com estudantes russos, no dia 21 de maio. “Acho que estamos próximos de estabelecer a presença da Tesla na Rússia”, disse ele. “Com o tempo, pretendemos ter fábricas em outras partes do mundo, possivelmente na Rússia”. 

Atualmente, a Tesla produz veículos na Califórnia e em Nevada, nos Estados Unidos, e em Xangai, na China.