Estamos nos distanciando do fim da pandemia”, alerta OMS

 diretora técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou, nesta segunda (19/7), que a situação da Covid-19 ainda é “muito perigosa” e que o mundo está se “distanciando do fim da pandemia“.

Durante uma sessão de perguntas e respostas feita para o público, a infectologista alertou que, nos últimos sete dias, foi observado um aumento de 11,5% no número de novos casos de Covid-19. Os óbitos também tiveram alta de 1%.

Um dos menores índices de alta foi nas Américas, com 0,5% de incremento nos novos diagnósticos e queda de 5% nas mortes. Porém, Van Kerkhove diz que não há o que comemorar: “Foram quase 1 milhão de novos casos nas Américas e 22 mil mortes. Portanto, ainda estamos longe do fim”, afirma.

Questionado sobre quando a pandemia terminará, o diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, explica que é preciso ser honesto: ainda não há resposta. “O que sabemos é que, se fizermos as coisas certas, vamos terminar com a pandemia mais cedo”, declarou.

Ele lembra que, apesar de as vacinas serem uma ferramenta essencial, não podem ser a única arma contra o vírus. Os mesmos cuidados pregados desde o início de 2020 ainda estão valendo – distanciamento social, higiene das mãos, uso de máscara e ventilação dos ambientes são importantes para controlar a transmissão do coronavírus.