Após briga com Bolsonaro, vice-presidente da Câmara pede cópia de processos de impeachment para ‘análise política’

BRASÍLIA — Após uma briga pública com o presidente Jair Bolsonaro no final de semana sobre a aprovação do fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões, o vice-presidente da Câmara dos Deputados Marcelo Ramos (PL-AM) pediu nesta segunda-feira cópia de todos os pedidos de impeachment protocolados na Casa para fazer uma “análise política” sobre o assunto.

Saiba mais:  ‘PEC do Pazuello’ tem objetivo de ‘evitar mau uso dos militares’, diz ex-ministro Aldo Rebelo

A prerrogativa de acolher um pedido de impeachment cabe unicamente ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ao GLOBO, Ramos afirmou que vai fazer uma “análise política” sobre o assunto. Para ele, caso Lira esteja afastado temporariamente do cargo, como no caso de uma viagem internacional ou algum outro imprevisto, o vice-presidente da Câmara assumiria a presidência interinamente e poderia ter a prerrogativa de decidir sobre os pedidos.