Anvisa suspende jogo entre Brasil e Argentina
Spread the love

Agentes da Polícia Federal interromperam o jogo das eliminatórias da Copa do Mundo entre Brasil e Argentina, no último domingo (5), a pedido da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A suspensão da partida ocorreu porque, segundo a agência, quatro jogadores do time argentino teriam burlado as regras de quarentena brasileira estabelecidas durante a pandemia de Covid-19.

Os atletas Giovani Lo Celso, Emiliano Buendia, Emiliano Martinez e Cristian Romero — dentre eles, três titulares no jogo em questão — entraram no país de forma irregular ao negarem que haviam estado no Reino Unido, o que exigiria quarentena de 14 dias de acordo com as regras estabelecidas pelo governo.

O diretor da Anvisa, Antônio Barra Torres, informou que a permanência dos quatro jogadores representava um descumprimento das regras sanitárias, com risco de deportação. Após prestarem depoimento para a Polícia Federal na noite de domingo (5), os jogadores argentinos deixaram o Brasil.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol)  informou que o árbitro e o comissário do jogo enviarão um relatório ao Comitê Disciplinar da Fifa, que determinará se haverá uma nova realização do jogo ou punição para uma das partes.

Caso decida em favor da Argentina, o Brasil será considerado derrotado por 3 a 0, por falta de condições oferecidas para o jogo. Já no caso de decisão favorável ao Brasil, a derrota será do time argentino. A terceira alternativa é a retomada do jogo, que poderá ser realizado em outra data, a ser estipulada pela Fifa.

*Fonte: CNN Brasil | Imagem: Alex Silva/Estadão Conteúdo


Spread the love

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.