Lei de importunação sexual é ferramenta de ajuda às mulheres e ainda é pouco conhecida
Spread the love

A lei de importunação sexual acaba de completar três anos mas infelizmente ainda é pouco conhecida pelas mulheres. A lei 13.718 estabeleceu como punição para quem comete o crime uma pena de reclusão, que pode variar de um a cinco anos. 

A deputada Renata Abreu, autora da lei, apresentou uma nova proposta para instalar placas informativas em lugares públicos sobre a norma, aumentando assim sua visibilidade e aplicabilidade.

A norma foi motivada por um caso que ocorreu em 2017, quando um homem ejaculou em uma jovem dentro de um ônibus em São Paulo. O indivíduo foi então solto pela Justiça e, apenas dois dias após a soltura, foi novamente detido por tocar as partes íntimas de outra mulher no transporte público.

Com a implementação da proposta de divulgação, esperamos que as mulheres se sintam mais seguras e façam o uso da ferramenta sempre que necessário. Não é não.

*Fonte: VEJA | Imagem: Adobe Stock


Spread the love

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.